...

...

terça-feira, 30 de dezembro de 2008

*************


"Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso.

Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro."

sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

Se eu fosse ...


Te vejo balançando ao vento, sorrindo para o dia
beijando as borboletas e encantando beija-flores
Linda, ainda não te abriste toda para o mundo,mas já és a mais bela
Olho para você e nem sei explicar o que meu coração sente.
Simplesmente te invejo.
Sim invejo, pois tens o sol e todo seu esplendor só pra você
Tens a noite toda para sonhar e quando acordar no meio dela podes contempla-la em primeiro plano.
Podes sentir, cada gota de orvalho em sua face se formando
Podes sentir o cheiro da alvorada e ouvir o primeiro pássaro que canta ao amanhecer.
Quando a chuva cai vejo que você parece dançar com as gotas , mostrando toda sua beleza e esplendor.
Nas tardes mornas de verão ,com o sopro das brisas você comanda um balé , junto com as outras flores do jardim.
Sim , te invejo pois suas multi cores são todas adoradas.
Quando vermelha, simbolizas amor , paixão e tão linda és que sua cor aveludada parece eterna.
Amarela você é ternura,aconchego ,
Cor-de-rosa você é inocência ,alegria,vida...
Branca és paz , harmonia...
Com todas as suas cores consegues cativar o mundo .Invejo te mas uma inveja sem maldade , sim sem maldade pois se eu pudesse ser uma flor seria você...Talvez com um pouco mais de espinhos, para proteger me das maldades humanas...

(nanny)

Mente a Deriva


Hoje senti saudade.

Saudade , de tanta coisa ,

que nem sei explicar.

Só sei que foi saudade...

(nanny)

terça-feira, 23 de dezembro de 2008


Um novo tempo...uma nova meta...novos sonhos.

Tudo de ruim , tudo de escuro, tudo que era triste no passado enterro.

Agora um novo recomeço , um novo ponto de partida.

Decepções, lágrimas de tristeza, mágoas:Tento esquecer.

Um novo sol, uma brisa doce,embalarei meus dias ao som de flautas .

Tentarei sorrir, chorar só se for de alegria.

Escuridão só da noite, que se não fosse escura , não seria tão mística.

Solidão só na luz da lua, para tornar mais mágico cada desejo.Perfume de flores , as mais belas .

Flores muitas flores, rosas, só cor de rosa, a cor inocente , doce que escolhi para esse momento de minha vida....


(nanny)

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008

Ameno - ERA

"Ando devagar, pelos caminhos da vida...Já errei, já tive pressa , me decepcionei...Hoje olho em frente , e não vejo apenas uma estrada, e sim várias opções.Pois agora eu não existo simplesmente.Hoje , eu VIVO!!!"
(nanny)

A lenda da águia

Às vezes pode ser doloroso, como na águia.Mas se a águia consegue sacrificar-se para viver melhor e renovada:Qualquer um consegue , deixar o que é passado no passado , mesmo que seja doloroso no começo.Mas depois o vôo da renovação é compensador!!!
(nanny)

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

***


"É curioso como não sei dizer quem sou.

Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer.

Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar

não só não exprimo o que sinto

como o que sinto

se transforma lentamente no

que eu digo."




segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Janis Joplin - Me and Bobby McG

A minha preferida de Janis ...

domingo, 14 de dezembro de 2008

A prova do crime!


Essa passou-se há tempos atrás, quando eu ainda morava na cidade de Nonoai (RS).Eu devia ter pouco mais de oito anos.Morávamos : eu ,minha mãe , meu padrasto,minha irmã do meio e meu irmão mais novo.
Havia um parreiral com uvas de dar água na boca , mas era proibido tirar uva sem a permissão do dono. Éramos avisados todos os dias pela minha mãe,parece que vejo ela falando de mãos na cintura:"_Gurizada ! Vocês não vão tirar uva no parreiral do compadre Altair! Senão vão apanhar!"
Nós tínhamos medo de apanhar , mas a vontade de comer uva era bem maior, e de vez em quando passávamos em frente ao parreiral com os olhos a desejar as uvas.
Até que tivemos a idéia : Eu cuidava se ninguém aparecia e meu irmão cinco anos mais velho que eu pegava as uvas.Mas esquecemos de um pequeno detalhe : as famosas vespas , que picavam sem dó nem piedade, deixando o local da picada todo inchado.E foi quando meu irmão pegou o segundo cacho que levou uma picada no lábio inferior, e outra no olho.Bah!!Mas aquilo inchou na hora.Saímos na corrida , levamos as uvas , comemos e depois fomos pensar em como explicar pra mãe aquele "beiço"e aquele olho inchado, como dizia meu irmão.
Mas não deu outra, quando a ,mãe viu a gente foi logo perguntando:_Vocês dois pegaram uva sem pedir?
_Não!!Respondeu meu irmão convicto.
_Mas como que não se esse "beiço" tá igual um balão seu mentiroso !!Respondeu minha mãe, já pegando eu pelo braço e examinando meu rosto pra ver se não tinha nenhuma picada.
_É sério mãe , a mais pura verdade , não sei o que fez inchar minha boca! Falava meu irmão tentando tapear.Mas a mãe sabia que estávamos mentindo e prometia:Da próxima vez eu vou lanhar vocês de vara.
E passou -se semanas , até que os comentários cessaram e voltamos a atacar as parreiras, dessa vez sem picada , mas as uvas estavam quentes do sol e comemos tanta que eu não sei quem ficou pior : Eu ou meu irmão.Pois a diarréia foi tanta que a gente não quis mais saber de uva por um bom tempo.Era falar em uva pra nós dois sairmos de fininho, pois viramos motivo de risada para todos.E vieram os apelidos para o meu irmão, um mais lindo que o outro o mais lindinho era beiçudo, até hoje acho que ele deve ter trauma de uva(rsrs).

(Nanny)

sábado, 13 de dezembro de 2008

As Perguntas Sem Respostas


Olho para o horizonte infinito, sim lá onde ele toca a terra
era assim que eu pensava quando ainda era uma menininha
e perguntava:Mãe?por que o céu encontra a terra lá naquele morro e não aqui?
Sei lá !! Respondia minha mãe alheia a minha pergunta.
E eu...continuava com as perguntas interiores , pois perguntar aos outros já não adiantava mais.
Ficava quietinha para ver se conseguia ouvir o silêncio, mas nada conseguia.
Às vezes pulava de uma árvore pensando que conseguiria voar, mas em vão , pois quando perguntei se poderia voar me disseram para procurar algo útil pra fazer.
Um dia subi no galho mais alto de um pé de cereja para ver se conseguia chegar mais perto do céu, e então novamente a decepção.
Por que de manhã a grama tá molhada mãe?
Por que as nuvens as vezes são laranja no final da tarde?Ah! Essa me responderam que eram os anjinhos fazendo "ki suco".
Será que se eu ficar acordada de noite vou ver eu crescer?
Por que no natal da televisão tem neve e no meu não?
Por que , por que , porque , por que?
Tinha tanta vontade de saber , de tocar, de descobrir, um montão de sonho desse tamanho ó.E aos poucos foram levados pelos anos de minha vida.
Assim os anos passam , cresço mas as perguntas aumentam e as respostas não vêem.Resolvo então me calar para o mundo , descobrir sozinha os porquês .Ou melhor , ensinar aos outros de bom grado o que aprendi.
Hoje quando minha filha me pergunta qualquer coisa , por mais ingênua ou sem nexo que seja a pergunta , sempre acho uma maneira alegre e lógica de responder sem constrage-la ou deixa-la com um ponto de interrogação na cabeça.Pois é ... a vida nos ensina a viver /sobreviver nesta selva que se chama mundo , e as vezes mesmo sem querer somos obrigados a seguir em frente , mesmo que com medo dos sentimentos que vão surgindo com o passar dos anos, sejam eles, raiva , alegria , angústia , rancor, mágoa, medo , amor, aprendemos a lidar com tudo isso e esquecemos dos porquês. Sim esquecemos ...

(Nanny)


*******


...Bom gente estou mudando um pouco (bastante )as cores do meu blog.

Gostaria de saber a opinião de vocês sobre o que acharam desse novo layout,

deixem um comentário.

Valeu!! Ah! já ia esquecendo :a linda figura acima foi a Laura quem fez.


Nanny

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008


Minha força está na solidão.

Não tenho medo nem de chuvas tempestivas

nem de grandes ventanias soltas,

pois eu também sou,

o escuro da noite.


(Clarice Lispector)

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008



..."Suponho que me entender
não é uma questão de
inteligência e
sim de sentir,
de entrar em contato
...Ou toca, ou não toca..."

(
Clarice Lispector)












terça-feira, 9 de dezembro de 2008

****






"A verdadeira amizade é uma força infinita que aparece em todas as situações quando dela precisamos."

Amo vocês...


(Nanny)


Bahh!!

Mas assim me caem os butiá do bolso tchê!!!

Agônico


Sinceramente , nada posso mesmo , nada entendo mesmo.
E então, qual é?
O que fazer pra mudar ?
Nada .Esperar, ver o dia anoitecer, aguardar o amanhã.
E com medo começar tudo de novo.
Sem ação !Presa fácil deste invólucro de saudade.
Calada vejo as horas passarem num tic tac nervoso,
Vejo os anos levarem a cada dia a juventude e a beleza de muitos sonhos inacabados.
Lágrimas de dor , de mágoa , arrependimento.
Quentes e amargas rolam pela face .
Nas noites longas , um coração agônico, isolado permanece ...
Apertado, vazio,ingrato,longe,insano...

(nanny)

É somente venha a nós!!!Esqueceram do vosso reino!!!


Fico de cara com a mediocridade de certas coisas

certas atitudes , certas pessoas

Como pode diante de tanta coisa ruim?

Elas simplesmente querem mais e mais

Não se importam com a vontade e os sentimentos do seu semelhante.

Pobres almas profanas!

Estigmatizadas pela ignorância.

Só lamento , mas em lugar nenhum chegarão...


(nanny)

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Garota verde
















Isso não muda....
Composição: Indisponível



Igual Maria Louca
sentada Sobre as mãos
Fica na sua sacada
olhando o dia anoitecer

Tem Gente que não compreende
o peso de uma decisão
e não importa a idade Quando
o assunto é solidão

Se liga aí garota
Olhar o nada não adianta
porque você não tem amigas
e porque ninguém te liga

isso não muda uooooo
não muda uoooooo
se não quiser mudar
se não fizer nada pra mudar

não muda uooooo


também não da pra entrar
numas que tudo é banal
ficar na frente do pc
até o dia amanhecer

Porque tem coisas nesse mundo
muito alem do virtual
Se as pessoas não entendem
Mandam o mundo se fuder

Se liga aí garota
Olhar o nada não adianta
Ninguém pode te ajudara
tomar uma atitude forte

Isso não muda uooooo
não muda uoooooo
Se não quiser mudar
se não fizer nada pra mudar

não muda uooooo

Nem toda calmaria plena
é sinal de satisfação
prenda o que não vale a pena
solte o que te da tesão

Olhe bem pra dentro
vai ficar aí parado?
melhor ser um aloprado
do que ser um cara amargo

Se liga aí garota
Olhar o nada não adianta
porque você não tem amigas
e porque ninguém te liga

Se liga aí garota
Olhar o nada não adianta
Ninguém pode te ajudara
tomar uma atitude forte

Isso não muda uooooo não
muda uoooooo
se não quiser ..não muda..



(garota verde)...
Música linda , de artista que descobri a pouco tempo , mas com letras maravilhosas...(nanny)


segunda-feira, 24 de novembro de 2008

CAOS


Tudo negro,tudo frio, tudo triste
Tudo devastado, tudo molhado
Gritos de lamento saem da terra , trazidos pelo vento , pela chuva
Soluços de desespero,
a dor da perda se espalha por tudo
Em meio aos caos surge o sol : com medo , tímido ainda sem muito calor.
Nos abrigos, nas escolas , nas casas ou no que sobrou delas, nos olhares perdidos:
A Esperança.
Esperança de um recomeço melhor.
O medo de voltar e os olhos mostrarem o que o coração não quer ver.
Para aqueles que perderam um pouco a chance de juntar os cacos e reconstruir.
Para aqueles que perderam tudo resta somente: o medo, a dúvida, a solidão o desespero
de saber que nem mesmo a rua que morava não está mais lá...
Deus tudo pode , Deus tudo vê, Deus perdoa mas também castiga.
Na fúria da chuva , do vento: o poder de Deus.
E o homem nada pode .É impotente.Chora pede ajuda , implora.
Mas como que escolhidos a dedo , sobraram aqueles persistentes, para reconstruir, continuar...
Falta água !!!É irônico...com tanta chuva que caiu e muitos passam sede.
Aos que foram , que estejam em paz.Aos que ficaram :Sorriam pois Foram escolhidos por uma mão maior.
E mesmo em meio ao caos o Criador não abandona quem ele tem um plano reservado para sua vida.

(Nanny)

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

EU...APENAS eu




Hoje de repente me veio uma certa insegurança


um profundo medo...


medo de tudo, ou quem sabe ...de nada


Pela janela de minha mente eu vi passar toda uma vida...


Uma vida de sonhos , de fantasias


uma vida de desejos, uma vida de lágrimas


de risos e choros contidos, e não contidos.


Hoje sentei comigo e deixei-me levar .


Hoje cantei , hoje chorei , hoje de medo sorri


gritei de raiva, chorei de alegria, cantei para mim.


Hoje não tive fome , apenas frio...


Hoje não quis ninguém , apenas eu e apenas eu mesma.


Saudades de muita coisa me fez viajar


Mas voltei e acordada, ouço a chuva , o silêncio


a noite, Eu...




(by nanny)

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

domingo, 9 de novembro de 2008

O ROUXINOL E A ROSA




Era uma vez, um Rouxinol que vivia em um jardim.No jardim havia uma casa, cuja janela se abria todas as manhãs.Na janela, um jovem, comia pão, olhando as belezas do jardim.Sempre deixava cair farelos de pão, sobre a janela.O Rouxinol, comia os farelos, acreditando que o jovem os deixava de propósito para ele.Assim criou um grande afeto, pelo jovem que se importava em alimentá-lo, mesmo com migalhas.O jovem um dia se apaixonou.Ao se declarar a sua amada, ela disse que só aceitaria seu amor, se como prova, ele desse a ela, na manhã seguinte, uma rosa vermelha.O jovem, percorreu todas as floriculturas da cidade, sua busca foi em vão, não encontrou nenhuma rosa vermelha para ofertar a sua amada.Triste, desolado, o jovem foi falar com o jardineiro da casa onde vivia.O jardineiro explicou a ele, que poderia presenteá-la com Petúnias, Violetas, Cravos, menos Rosas. Elas estavam fora de época, era impossível conseguí-las, naquela estação.O Rouxinol, que escutara a conversa, ficou penalizado pela desolação do jovem, teria que fazer algo para ajudar seu amigo, a conseguir a flor.Assim, a ave procurou o Deus dos pássaros que assim falou:- Na verdade, você pode conseguir uma Rosa Vermelha para teu amigo, mas o sacrifício é grande, e pode custar-lhe a vida!- Não importa respondeu a ave. O que devo fazer?- Bem, você terá que se emaranhar em uma roseira, e ali cantar a noite toda, sem parar, o esforço é muito grande, seu peito pode não agüentar.- Assim farei, respondeu a ave, é para a felicidade de um amigo!Quando escureceu, o Rouxinol, se emaranhou em meio a uma roseira, que ficava frente a janela do jovem.Ali, se pôs a cantar, seu canto mais alegre, precisava caprichar na formação da flor.Um grande espinho, começou a entrar no peito do Rouxinol, quanto mais ele cantava, mais o espinho entrava em seu peito. O rouxinol não parou, continuou seu canto, pela felicidade de um amigo, um canto que simbolizava gratidão, amizade. Um canto de doação, mesmo que fosse da própria vida!Do peito da pobre ave, começou a escorrer sangue, que foi se acumulando sobre o galho da roseira, mas ela não se deteve nem se entristeceu.Pela manhã, ao abrir a janela, o jovem se deteve diante da mais linda Rosa vermelha, formada pelo sangue da ave, nem questionou o milagre, apenas colheu a Rosa.Ao olhar o corpo inerte da pobre ave, o jovem disse:- Que ave estúpida! Tendo tantas árvores para cantar, foi se enfiar justamente em meio a roseira que tem espinhos...
***
Cada um, dá o que tem no coração, cada um recebe com o coração que tem.....

(nanny)Não conheço o autor...



Contam as lendas que, quando o Criador concluiu a sua obra, dividiu-a em departamentos e os confiou aos cuidados dos Anjos. Após algum tempo, o Todo Poderoso resolveu fazer uma avaliação da sua criação e convocou os servidores para uma reunião. O primeiro a falar foi o Anjo das luzes. Postou-se respeitosamente diante do Criador e lhe falou com entusiasmo: "Senhor, todas as claridades que criastes para a Terra continuam refletindo as bênçãos da sua misericórdia.O Sol ilumina os dias terrenos com os resplendores divinos, vitalizando todas as coisas da natureza e repartindo com elas o seu calor e a sua energia. Deus abençoou o Anjo das luzes, concedendo-lhe a faculdade de multiplicá-las na face do mundo.Depois foi a vez do Anjo da terra e das águas, que exclamou com alegria:"Senhor, sobre o mundo que criastes, a terra continua alimentando fartamente todas as criaturas; todos os reinos da natureza retiram dela os tesouros sagrados da vida. E as águas, que parecem constituir o sangue bendito da sua obra terrena, circulam no seio imenso, cantando as suas glórias.O Criador agradeceu as palavras do servidor fiel, abençoando-lhe os trabalhos.Em seguida, falou radiante, o Anjo das árvores e das flores."Senhor, a missão que concedestes aos vegetais da Terra vem sendo cumprida com sublime dedicação. As árvores oferecem sua sombra, seus frutos e utilidades a todas as criaturas, como braços misericordiosos do vosso amor paternal, estendidos sobre o solo do planeta.Logo após falou o Anjo dos animais, apresentando a Deus seu relato sincero.Os animais terrestres, Senhor, sabem respeitar as suas leis e acatar a sua vontade. Todos têm a sua missão a cumprir, e alguns se colocam ao lado do homem, para ajudá-lo. As aves enfeitam os ares e alegram a todos com suas melodias admiráveis, louvando a sabedoria do seu Criador.Deus, jubiloso, abençoou seu mensageiro, derramando-lhe vibrações de agradecimento.Foi quando, então, chegou a vez do Anjo dos homens. Angustiado e cabisbaixo, provocando a admiração dos demais, exclamou com tristeza:"Senhor, ai de mim! Enquanto meus companheiros falam da grandeza com que são executados seus decretos na face da Terra, não posso afirmar o mesmo dos homens...Os seres humanos se perdem num labirinto formado por eles mesmos. Dentro do seu livre-arbítrio criam todos os motivos de infelicidade. Inventaram a chamada propriedade sobre os bens que Lhe pertencem inteiramente, e dão curso ao egoísmo e a ambição pelo domínio e pela posse. Esqueceram-se totalmente do seu Criador e vivem se digladiando.Deus, percebendo que o Anjo não conseguia mais falar porque sua voz estava embargada pelas lágrimas, falou docemente:Essa situação será remediada. Alçou as mãos generosas e fez nascer, ali mesmo no céu, um curso de águas cristalinas e, enchendo um cântaro com essas pérolas líquidas, entregou-o ao servidor, dizendo:Volta à Terra e derrama no coração de meus filhos este líquido celeste a que chamarás água das lágrimas...Seu gosto é amargo, mas tem a propriedade de fazer que os homens me recordem, lembrando-se da minha misericórdia paternal. Se eles sofrem e se desesperam pela posse passageira das coisas da Terra, é porque me esqueceram, esquecendo sua origem divina.... E desde esse dia o Anjo dos homens derrama na alma atormentada e aflita da humanidade, a água bendita das lágrimas remissoras.A lenda encerra uma grande verdade: cada criatura humana, no momento dos seus prantos e amarguras, recorda, instintivamente, a paternidade de Deus e as alvoradas divinas da vida espiritual.



Autor Desconhecido

sexta-feira, 7 de novembro de 2008

EU AMO MAIS VOCÊ ...



Depois Dessa Ventania O Temporal

Fez Da Nossa Vida Um Mundo Desigual

Qual É A Tua? O Teu Segredo?

Diz Como Eu Vou Decifrar?

Minha Verdade É Absurda No Plural

Mas Pra Mim Honestamente Isso É Normal

Na Minha Onda,

Teu Oceano

Me Ensina Como Navegar

Eu Amo Mais Você Do Que Eu

A Tardinha As Coisas Mudam Sem Parar

E A Gente Fala Muito Por Falar

Mas De repente,

A Gente Sente

Que Tudo Sobrou Num Olhar

Penso Infinitamente Sem Parar

A Verdade E Transparente No Mirar

Da Tua Retina, Minha Menina

Me Diz Como Não Te Amar?

Eu Amo Mais Você Do Que Eu


(linda música da banda catedral , uma das preferidas da minha princesa , minha menina Laura e você sabe que sim... eu amo mais você do que eu viu bebê)
nanny....

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Escuridão sem rumo...


Fria como a noite que se aproxima
é a faca que minha carne corta
Machuca com voraz prazer
Dilacera sem piedade
Assim como destrói minha carne
Consome minha alma...
Apedrejada pela ignorância mundana , já não consigo ver através de minha turva janela...
Presa neste mausoléu escuro , anseio por uma luz que me conduza
Anseio por um raio de sol
anseio sair da penumbra que me envolve
Pelos vitrais turvos, vejo a noite , ouço o vento
Noite gélida , amiga soturna de almas desesperadas, de almas solitárias , almas andantes....
Tento gritar , sair da penumbra , mas esta já envolveu todo o meu ser
se apoderou de minha alma
consumiu meu riso, me trouxe dor , pranto , escuridão...
Uma lágrima rola...Um gosto metálico de sangue invade minha boca
Sinto meu ser em total dormência
Desfalecida na penumbra, somente o silêncio da noite invade sorumbático lugar
Sem vida , sem alma , sem pulso...

(by nanny)


segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Avisooo!!

Galera!!gente boa que gosta de ler meus poemas,
sendo eles depressivos , melancólicos,alegres, frios
sejam o que forem...Quero agradecer pelos e-mails que recebi
continuem mandando para o do yahoo mesmo valeu!!
Essas novas velhas postagens, que apresento são as postagens do extinto blog passageiros
que como disse um amigo , os passageiros desceram em pontos diferentes...
E vamos em frente que a vida é maravilhosa...

Obrigado pelo carinho!!!
Nanny

Argentina vai ter que esperar


Já arranjei a condução,
para o dia da partida
A brasilia já está aguardando na garagem.
A trilha sonora é o bom e velho Spinetta.
O que me falta não são as "Rutas Argentinas"mas os tripulantes.
DICK


Momento
Domingo, 14 de Setembro de 2008
Quero um dia com sabor de caramelo

Quero um dia com sabor de caramelo

Quero um dia maravilhoso

Poder andar de chinelo

um dia bem gostoso

Quero andar de bicicleta

Passear com meu cãozinho

Dar uma de atleta

Até dando uma corridinha

Respirar ar puro

Ouvir o canto da bicharada

Esquecer do trabalho duro

Dando uma gostosa espreguiçada

Tomar um banho de mangueira

Como criança levada

Que leva a vida na brincadeira

Vida sempre açucarada

Subir correndo uma ladeira

Pra depois descer dando gargalhada

Quero que o dia me conte história

Que o vento me traga alegria

Que me lembre dias de glória

Dias pelo tempo levados

Momentos bons não apagados

Talvez adormecidos

Mas nunca esquecidos.....

(by Nanny)



***PALAVRAS*** ,
Segunda-feira, 6 de Outubro de 2008
Palavras foram feitas para serem ditas não importa a hora,
o dia, para quem , por quem ou porque mesmo que machuque,realize,adoc escarneça ou bajule
Palavras de amor , de ódio, de dúvida ,ditas assim :na hora, ontem,depois, amanhã,quem sabe um dia
Não importa se foram ditas de noite , de dia, na chuva , no sol,no vento ,na tempestade,no mar ,aqui ou ali...
Se foram ouvidas ao som de Ozzy,Pavarotti,Enya,Vivaldi,Elis,Caetanoou de uma orquestra qualquer...
Pode Ser qualquer um o título da música,ele sempre trará as palavras de volta...Palavras vão , voltam....São esquecidas , lembradas, rasgadas....Mas aquelas que me foram ditas naquele dia:
Estarão suas letras ,aqui guardadas em meu coração
Seu som em meus ouvidos
E sua imagem em meus olhos,para sempre...
(by Nanny)

Analítico
Podre é o cheiro da inveja,Azedo é o gosto da vingançaAmargo o gosto da solidãoCaro, o preço da felicidadeGostoso é um abraço apertadoCaloroso, um ombro amigoBom é compartilhar, triste é magoarMelancólico?Sofrer sozinho...Injusto é o mundoCurto?Só o tempo...Desigual é o ser humanoMentiroso , é o sistemaFeliz é quem amaSolitário, somente quem desprezaIgnorante, quem não tentaVencedor, aquele que lutaMedroso, covarde, é quem menteAssassino é quem mataReal, o hoje, o agoraEternas são as lembrançasE simplesmente infinita...é a verdadeira amizade...(by Nanny)

sábado, 1 de novembro de 2008

Cansei



Cansei...

Cansei de aceitar
Cansei das pessoas,
Cansei de errar
Cansei de falar desvanecidamente
Na hora certa ou errada, cansei!
Cansei de ser boa, e ser má
Cansei do certo e errado
Cansei das minhas próprias histórias
Cansei dos insuportáveis,
Dos pobres de espírito
Cansei da mesmice da minha vida
Cansei de dizer te amo
E logo, mais não sentir
Cansei desse vazio
DE não estar tão decidida
Cansei De não enteder
Cansei de mim, das minhas e tuas palavras
De pedir perdão, de pedir para conversar
Conversas já não adiantam mais
São palavras ao vento
Cansei de meus sentimentos.
Cansei de estar sempre errada,
De ouvir suas teorias malucas
Cansei da sua voz,
Não quero mais esse sorriso
Não quero mais te sorrir..
Cansei de amar, cansei de tirar conclusões
Cansei de escrever e nunca enviar,
Cansei de ensaiar pra te dizer e nunca falar!!
Cansei de te ouvir calada
Cansei ...isso não é pra mim!
( By SoL...nenna , minha irmã do coração)

É poesia , Não é pra ter nexo!


Estou cansada de tentar provar a todos , o que eu fiz ou deixei de fazer.

Quer saber?Cansei!

Cansei de fazer caras absurdas , cansei de chorar sentindo culpa por que perdi algo valioso

E se perdi?A culpa não foi minha, essa certeza eu sempre tive,e agora já desisti de tentar provar.Sim estou muito infeliz(hoje,só agora), talvez pelo cansaço, pela noite não dormida (trabalhando).

Sim quero mais é continuar vivendo minha vida com minha filha , meu marido meus cachorros, meu papagaio...etc,etc,etc....sem mais nada que me faça perder horas tentando encontrar erros.

É isso aí !Hoje começo de um novo mês quero dizer que me sinto cansada , estafada, fadigada, mas isso não me impedirá de voltar a escrever coisas minhas ,se são poemas eu não sei só sei que sempre gostei de escrever assim. Como disse me uma vez uma amiga :Como pode uma pessoa escrever coisas assim doces e outras vezes escrever coisas tão escuras depressivas!!!Realmente a mente humana é inexplicável.Pois é escrevo assim mesmo:hoje cru e frio , amanhã assado quase queimado e quente . Mas o importante é que todas essas idéias assinadas por mim (nanny, sol, sei lá o que der na telha)foram extraídas daqui ó.Não importa se escrevo chorando , sorrindo, gritando, escarnecendo, cantando ou sei lá o que for , é poesia não é pra ter nexo mesmo , é arte .E isso é o que importa!




Beijo no coração galera do SE HSI e vamos em frente !!!

(by Nanny , hoje sem inspiração mas amanhã é outro diaa viu!!)

sexta-feira, 31 de outubro de 2008

DIA DAS BRUXAS(halloween)


O Dia das Bruxas (Halloween é o nome original na língua inglesa) é um evento tradicional e cultural, que ocorre nos países anglo-saxónicos, com especial relevância nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido, tendo como base e origem as celebrações pagãs dos antigos povos celtas.


História:

. A origem do halloween remonta às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C., embora com marcadas diferenças em relação às atuais abóboras ou da famosa frase "Gostosuras ou travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração. Originalmente, o halloween não tinha relação com bruxas. Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão" na língua celta).
A celebração do Halloween tem duas origens que no transcurso da História foram se misturando:
Origem Pagã
A origem pagã tem a ver com a celebração celta chamada
Samhain, que tinha como objetivo dar culto aos mortos. A invasão das Ilhas Britânicas pelos Romanos (46 A.C.) acabou mesclando a cultura latina com a celta, sendo que esta última acabou minguando com o tempo. Em fins do século II, com a evangelização desses territórios, a religião dos Celtas, chamada druidismo, já tinha desaparecido na maioria das comunidades. Pouco sabemos sobre a religião dos druidas, pois não se escreveu nada sobre ela: tudo era transmitido oralmente de geração para geração. Sabe se que as festividades do Samhain eram celebradas muito possivelmente entre os dias 5 e 7 de novembro (a meio caminho entre o equinócio de verão e o solstício de inverno). Eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana, e davam início ao ano novo celta. A “festa dos mortos” era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para nós seriam “o céu e a terra” (conceitos que só chegaram com o cristianismo). Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor. A festa era celebrava com ritos presididos pelos sacerdotes druidas, que atuavam como “médiuns” entre as pessoas e os seus antepassados. Dizia-se também que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares rumo ao outro mundo.
Origem Cristã
Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar “Todos os Mártires”. Três séculos mais tarde o
Papa Bonifácio IV († 615) transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (panteão) num templo cristão e o dedicou a “Todos os Santos”, a todos os que nos precederam na fé. A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III(† 741) mudou a data para 1º de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e “All Hallow Een” até chegar à palavra atual “Halloween”.

Etimologia
Posto que, entre o pôr-do-sol do dia 31 de outubro e 1° de novembro, ocorria a noite sagrada (hallow evening, em inglês), acredita-se que assim se deu origem ao nome atual da festa: Hallow Evening -> Hallowe'en -> Halloween. Rapidamente se conclui que o termo "Dia das bruxas" não é utilizado pelos povos de língua inglesa, sendo essa uma designação apenas dos povos de língua (oficial) portuguesa.
Outra hipótese é que a
Igreja Católica tenha tentado eliminar a festa pagã do Samhain instituindo restrições na véspera do Dia de Todos os Santos. Este dia seria conhecido nos países de língua inglesa como All Hallows' Eve.
A relação da comemoração desta data com as bruxas propriamente ditas teria começado na
Idade Média no seguimento das perseguições incitadas por líderes políticos e religiosos, sendo conduzidos julgamentos pela Inquisição, com o intuito de condenar os homens ou mulheres que fossem considerados curandeiros e/ou pagãos. Todos os que fossem alvo de tal suspeita eram designados por bruxos ou bruxas, com elevado sentido negativo e pejorativo, devendo ser julgados pelo tribunal do Santo Ofício e, na maioria das vezes, queimados na fogueira nos designados autos-de-fé.
Essa designação se perpetuou e a comemoração do halloween, levada até aos Estados Unidos pelos emigrantes irlandeses (povo de etnia e cultura celta) no
século XIX, ficou assim conhecida como "dia das bruxas", uma lenda histórica.
NANNY...

texto extraído do site:
(http//pt.wikipedia.org/wiki/dia_das_bruxas)

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Morrighan, Uma das Deusas da mitologia Celta



Profecia de Morrigan


Ao final da épica batalha com Fomorianos segue uma cena não menos espetacular de Morrigan e sua irmã Badb correndo juntas para proclamar aos quatro cantos a vitória dos Tuatha Dé Danann, gritando para tanto do cume das montanhas mais altas da Irlanda.
Voltando a Tara (capital do reino dos Tuatha Dé Danann) Badb como uma menestrel improvisada , fortemente tão emocionada quanto inspirada pela importância daquele momento na vida de todos dananianos , cantou uma canção que assim começava e cujo o resto da letra se perdeu na poeira da história :Paz sobe aos céus,Os céus descem a terra,Terra mora sob os céus,Todos são fortes...Morrigan permanecia quieta ouvindo a bela canção de sua irmã, porém, enquanto todos eram só sorrisos transparecia um ar sombrio estampado na sua face que aos poucos atraiu atenção de todos ao ponto de cessarem suas celebrações para ver o que acontecia ali.Voltou a reinar um silêncio sepulcral entre os danianos , sem que ninguém tivesse coragem de perguntar a Morrigan o que acontecia, quando sem aviso prévio a Grande Rainha em olhos marejados e voz embargada anunciou que teve uma visão sobre o que reservava o futuro para os Tuatha Dé Danann.Na profecia Morrigan via o fim iminente da Era Divina dos Tuatha Dé Danann e o inicio de um tempo de miséria sem fim com mulheres sem pudor, homens sem força, velhos sem a sabedoria da idade e jovens sem respeito pelas tradições. Um era de injustiça, líderes cruéis, traição e sem nenhuma virtude! Um tempo onde haveria árvores sem frutos e mares sem peixes onde a Mãe Natureza só ofertaria um maná de veneno como alimento aos seres vivos ! Esta era a chegada da Era dos Homens, do nosso mundo. Uma Vampira Chamada Morriganorrigan vem de "Mór Ríogain" e significa "Grande Rainha" em gaélico. Porém, num manuscrito datado do ano de 876 para a Vulgata de autor desconhecido surge sem maiores motivos aparentes o nome de Morrigan como sendo a a expressão de "Rainha Fantasma" ou "Rainha dos Mortos-Vivos".Nota-se que a partir daí também a deusa Morrigan assumiu a características mais que tipicamente vampirescas na qualidade de "Rainha Fantasma" ou "Rainha dos Mortos-Vivos", só que ao contrário do famoso "Drácula" dos tempos modernos que virava morcego tinha ela o poder de se transformar em um lobo ou corvo antes de atacar suas vítimas . Seria a versão céltica do mito do vampiro?Para o reforço desta imagem deve ser lembrado que Morrigan é descrita como uma mulher cheia de cicatrizes e ferimentos mal-curados , bem como sempre coberta de sangue e lama o que faz ela presumivelmente ter um cheiro pra lá de ruim!Aliás, um de seus epítetos de Morrigan é "corvo de batalha" e é bem sabido que esta é uma ave carniceira que se alimenta principalmente de corpos em decomposição. De novo invarialmente tal situação invoca no fundo da mente a criação de uma imagem arquetipica de repulsão e nojo.E o que dizer do estado sombrio de espírito que ficou Morrigan a partir de seu amor não correspondido por Cuchulainn?
)Morrigan, a Grande Rainha
.Imaginem uma mulher extremamente alta, cabelos castanhos escuros longos até a cintura que serviam como uma espécie de ´´capa´´ sobre os ombros, olhos penetrantes tão negros como a noite, pele branca quase translúcida e corpo de músculos bem delineados que não deixavam de revelar encantos femininos sem par e fazer qualquer um pensar nos prazeres carnais que ela poderia oferecer.Agora não se deixem enganar por sua bela aparência, pois detrás delas há uma guerreira implacável, caçadora das mais hábeis, mestra no manuseio de qualquer arma e invencível no combate por sua força descomunal e invulnerabilidade.Aliás, em qualquer batalha, seja entre deuses ou mortais, lá estava ela liderando tropas com um grito de guerra tão alto quanto o de dez mil homens e plenamente armada até os dentes onde se destacava em sua indumentária de combate as duas lanças da mais pura prata que carregava nas mãos (quando lançadas capazes de partir ao meio o avanço de um exército inimigo e destroçar em pedaços quem estivesse mais próximo).Ela também tinha poderes mágicos como o de cegar os inimigos jogando sobre o campo de batalha uma névoa penetrante bem como também dotada do dom de mudar sua forma humana para de um corvo carniceiro, lobo ou mesmo de uma anciã de aparência bem inocente. Conhecendo bem tanto o poder curativo das ervas e raízes quanto a maneira de usa-las como um veneno mortal.Esta em poucas palavras é a descrição de Morrigan, cujo o nome em gaélico significa "Grande Rainha", deusa celta da guerra. Ao seu lado, seguindo-a para todo lado como um séquito de uma rainha, haviam as suas não menos importantes irmãs: Fea (chamada de "a Odiosa"), Nemon (conhecida também popularmente como "a Venenosa") , Badh (atendendendo pelo apelido sugestivo de "a Fúria") e Macha.Nemon e Fea eram ambas esposas do famoso Nuada da Mão de Prata, um dos reis dos Tuatha Dé Danann (Povo da Deusa Danu) que em combate com Sreng dos Fir Bolgs (antigos habitantes da Irlanda e tribo aliada dos Fomorianos) teve a mão decepada e depois substituida por uma mão de prata feita através das incriveis habilidades de Diancecht (deus gaélico da medicina)até ser restituida por Miach e Airmid (filhos de Diancecht) Em poder se comparavam juntas a força de Morrigan.Macha regia os pilares nos quais eram empaladas as cabeças dos guerreiros mortos em combate para qual eram feitos pelos celtas o culto da cabeça na idéia de ser assim capaz de capturar o espírito dos inimigos. Diziam que Macha vivia a cantar nos campos de batalha, com uma voz bela e magnética que tinha o poder de enfeitiçar os inimigos e leva-los a loucura ao ponto de cometerem o suicídio. Por sua vez, Badh vinha com suas irmãs para animar os combatentes dos quais estavam ao seu lado na batalha para assim inspira-los a ficarem cada vez mais ferozes , afastando o medo da morte do coração e o receio da derrota. Era individualmente a irmã mais próxima no contato com Morrigan, atuando como sua conselheira e confidente.Curiosamente a Grande Rainha , sempre vitoriosa no combate, acabou pelo amor não correspondido de Cuchulainn (uma espécie de semi-deus e herói celta ao estilo de Hércules dos gregos) sendo atingida de uma forma mais dolorosa do que em qualquer ferimento obtido em batalha. Assim, ironicamente, o Amor foi a arma que finalmente derrotou a invencível Morrigan!


(Por Nanny)
Texto extraído de seguinte site:

terça-feira, 21 de outubro de 2008

lodi


Uma musica linda , uma poesia .
É a minha preferida das do creedence...


Just about a year ago
I set out on the road,

seekin' my fame and fortune,
lookin' for a pot of gold.
Things got bad and things got worse,
I guess you will know the tune

Oh Lord, stuck in Lodi again.
Rode in on the Greyhound,
I'll be walkin' out if I go.
I was just passin' through,
must be seven months or more.
Ran out of time and money,
looks like they took my friends -

....

Oh Lord, stuck in Lodi again.

The man from the magazine
said I was on my way.
Somewhere I lost connections,
ran out of songs to play.
I came into town, a one night stand,
looks like my plans fell through -

Oh Lord, stuck in Lodi again.

If I only had a dollar
for every song I've sung
and every time I've had to play
while people sat there drunk,
you know I'd catch the next train
back to where I've lived
Oh Lord, stuck in Lodi again.

(creedence clearwater revival)


quinta-feira, 9 de outubro de 2008

Coisas do Coração


Uma das músicas que mais gosto,é claro cantada por ele:
Raul Seixas....

Quando o navio finalmente alcançar a terra
E o mastro da nossa bandeira se enterrar no chão
Eu vou poder pegar em sua mão
Falar de coisas que eu não disse ainda não

Coisas do coração!
Coisas do coração!

Quando a gente se tornar rima perfeita
E assim virarmos de repente uma palavra só
Igual a um nó que nunca se desfaz
Famintos um do outro como canibais
Paixão e nada mais!Paixão e nada mais!

Somos a resposta exata do que a gente perguntou
Entregues num abraço que sufoca o próprio amor
Cada um de nós é o resultado da união
De duas mãos coladas numa mesma oração!

Coisas do coração!
Coisas do coração!
(Raul Seixas)

quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Alegria de minha vida ,é você Laura


Alegras minha vida,claro que sim
você é o maior presente que Deus me deu...
Te amo e é claro que esse amor não tem fim
minha princesinha....
Você chegou sem avisar, foi bem vinda
Esperei por você como se espera um presente
e que presente.
Apesar de tudo o que se passo naquela época:
Com sua chegada tudo de ruim foi embora
e hoje teus olhinhos sinceros me tornam a pessoa mais rica e
mais feliz do mundo
por ti tudo posso,tudo sou,tudo faço
TE AMO viu minha linda
LAURA HELOÍSA DICKMANN,Razão maior de minha vida...

(nanny)