...

...

sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Sem Título


Tem dias em que sinceramente a vontade é matar o mundo
Sabe aquele dia em que amanhecemos meio que psicopatas?
Pois é , há dias na vida da gente que deveriam ser apagados
Acordamos com aquele nó na garganta
Aquela sensação de perda constante
Aquele vazio inexplicável
O motivo?
Não tem .
Só há a sensação estranha de que nos falta algo
De que perdemos algo importante
Ou de que alguma coisa vai acontecer
Nada tem graça ou valor, só quero estar parada olhando o nada
Uma dor no peito insuportável
Não tem remédio, talvez só sentar e esperar passar
Todo e qualquer som irrita
Qualquer música faz chorar
O estranho é que já amanheci querendo ouvir aquela música
E mesmo sabendo que ela me faria chorar teimei em ouvi-la
Pois chorei sim , sem saber o motivo
Lágrimas fartas e sem razão rolaram
O incrível é que depois tive que rir de mim mesma
O engraçado da vida é que mesmo rodeados de tudo
Sempre falta algo...
Sempre teremos a sensação de estarmos sozinhos no meio da multidão...


(nanny)

2 comentários:

Laysha Vampira disse...

Adorei o que ví aqui. um cantinho repleto de talento! Me perdí em suas palvras... são lindos os poemas. Parabéns! Sigo com prazer!

Beijos da vampira Laysha.

wallace disse...

Você já experimentou abraçar alguém que não conhece, assim, de repente, sem pensar? Depois sorrir e ir embora... rsrs... Deveria experimentar, faz um em danado!

bjs!!