...

...

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Degustando*


Bebo do cálice da dor
que à mim foi oferecido
Gosto amargo sem vida
Sentimento de asco conhecido
Cada gole que desce a garganta.
Contemplo o conteúdo malévolo de tal recipiente
Com meus olhos furtivos.
Mais um gole, mais amargor.
Sinto o gosto acre ,
espalhando -se por entre meus dentes,
descendo em minha garganta,
e alojando-se em minha mente...
Minhas palavras em labaredas
De minha boca escorregam
Destilando ao vento
o conteúdo lúgubre de audaciosa vasilha.
Ao fim de tão profunda ira
E de palavras altas de escárnio
Mente escurece, corpo adormece
Choro rola em face...
Coração manso , dor aliviada
cálice quebrado...
Dor mal curada,
Ferida que o tempo cicatriza.

(nanny)

6 comentários:

REFLETINDO disse...

Tempo?!
Bela poesia.

PQNA disse...

qualquer coisa q eu escreva não expressará o que eu senti a ler seu texto... posso apenas pontuar que: Amei, pois me fascinou e tocou no fundo da minh'alma...
parabens! mil Parabens...

Nike disse...

A ferida o tempo cicatriza, mas as marcas estarão visíveis por toda vida!

Obrigada pela força minha amiga!
Espero te encontrar em breve no msn pra gente conversar...
Um beijão e ótimo final de semana!

A.S. disse...

Nanny...

Concordo com as palavras da Nike.
Não te deprimas, a vida também tem coisas muito belas!!!


Beijos...

Herege disse...

Uau! Nanny, adorei! curti d mais mesmo! Palavras fortes e diretas! é como sentir o coração acelerando por conta de um sentimento forte... mas ou menos isso q senti agora.
besos minha querida!
bom fim de semana!

Nike disse...

Saudades de vc minha amiga!
Espero q esteja bem!
Mil beijos