...

...

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Definindo


Defino assim:

És em muitas hora a cura e em outras a doença

és dor e alívio imediato dela

martírio,alegria de viver

para muitos sofrimento eterno,

és chuva mansa em fim de tarde

tempestade em fúria em noite escura

luz no fim do túnel

escuridão em meio a luz do dia

Início, fim , metade inteira de tudo

Raiva , gana , asco, lágrima

Sorriso, abraço, desejo

Lâmina que corta sem piedade

Mão que afaga com carinho

Desejo proibido para muitos

coração aberto para outros

És tudo e nada

Paixão doentia e devassa

Sentimento puro e sincero

Mentira, perdição

Verdade......

É assim que te defino ...AMOR


(nanny)



Um comentário:

Herege disse...

Muito forte... vc escreve muito bem! =)