...

...

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Ao longe em minha alma


Com minha mente fadigada
com o coração cansado e irritado
Não sei o que fazer
Parece que um furacão passou por mim
Passou dentro de mim
Sinto de tudo um pouco
Não sei explicar
Mas também nem quero
Queria fazer tantas coisas, mas não quero fazer nada
Não sei onde vou, o vento assobia canções estranhas em meu ouvido
Ouço o tempo passando
Me angustio por estar perdida
Procuro uma saída
Nada...
Nenhuma placa , ninguém me espera no final do caminho
E minha vida ? E meus sonhos?
Minha vida a passar , meus sonhos frustrados...
Confidenciando com minhas dúvidas e decepções
Vago a deriva pelas ruas de meus devaneios...

2 comentários:

REFLETINDO disse...

Em meio a tudo e todas estas festas, fim de ano e coisa e tal, reflexões surgem, portanto que seja, tudo de bom pra ti...
saudações,
Paulo.

A R R L disse...

Passei por aqui pra ler o que trazes na alma e posso dizer que realmente ficamos sensíveis nessa época do ano e sinceramente espero que melhores e que em 2011 encontre aquilo que anseias e que os sonhos possam enfim ser realizados.
Beijinho com carinho!
Déia